Família

O Palhaço Camarão - Franklin S. Carter

67 minutos – Respeitável público! Está começando agora o inigualável, o inimaginável, o incomparável, maior e melhor show da face da terra no Circo Del Castro!!! A plateia vai a loucura com o anúncio do locutor que veste um smoking preto com detalhes em vermelho sangue e uma gravata borboleta de cor púrpura. O locutor não tem muita altura, mas destaca-se ao subir numa especie de palanque muito bem posicionado antes do início do show. A casa está lotada, também pudera, o maior fenômeno Continue lendo

Amor a Prova - Franklin S. Carter

7 minutos – Papai, o que é parapepdio? – Parapepdio? – Sim, o que é? – Olha princesa, papai confessa que não sabe do que você está falando. Onde ouviu essa palavra? – A tia “tela falô” na sala essa manhã. – E de que forma ela falou essa palavra? – Ela “dixe que o parapepdio” da escolinha foi pintado de azul. – Ah sim, paralelepípedo. – “Ixo” papai. Foi o que eu “dixe”. – Sim, foi o que você disse. O papai que Continue lendo

Felicidade com Canela - Franklin S. Carter

4 minutos Todo dia eu acordava pontualmente às cinco e quarenta e cinco da manhã para observar os pássaros. Eles voavam alegres para o pé de mangueira que ficava em frente à minha janela. Eu gostava de os observar bailando no céu, livres, felizes e cantarolando suas belas canções. Quando enfim sossegavam e cada um repousava em seu galho, eu caminhava em direção a cozinha para preparar o café. Ela gostava do dela com canela, engraçado que só me dei conta agora que nunca Continue lendo

A Gravata da Princesa - Franklin S. Carter

5 minutos —  Mas eu quero ir de gravata! —  Mas, minha filha, você não pode ir de gravata, você é uma menina. Além disso, olha no espelho, você está vestida como uma princesa e princesas não usam gravata. —  Mas eu quero ir de gravata. Senão, eu não vou. —  Poliana, obedeça sua mãe! —  Mas ela não quer deixar eu ir de gravata, papai. —  É que meninas não usam gravata, minha filha. —  Usam, sim. A mãe da minha coleguinha usa Continue lendo

Final alternativo - Franklin S. Carter

6 minutos – Afaste-se, eu vou pular! Disse uma voz feminina trêmula e medrosa. Ela tinha treze ou quinze anos, não mais do que isso. Cabelos curtos, um pouco acima dos ombros, a pele de tão branca chegava à mostrar as veias de seu corpo. Estava magra, muito magra, como se não comesse há dias; mesmo estando vestido de uma blusa de frio era possível ver o desenho de suas costelas, seus braços estavam pingando sangue, ela já tinha tentado um método diferente antes, Continue lendo

A Bicicleta Vermelha - Franklin S. Carter

20 minutos – Feliz aniversário, meu amor! – Ah, Otávio! Você se lembrou?! Mesmo após todos esses anos, você ainda se lembra e continua me surpreendendo. – Como eu poderia esquecer? Você é o amor da minha vida! – Você também é o amor da minha vida, Otávio. Meu único e verdadeiro amor. – Preparada para a surpresa? – Ainda tem mais surpresas? – Sim, são mais duas surpresas, uma agora, e a melhor de todas, no final. Afinal, só se faz cinquenta anos Continue lendo

6 minutos Oi… eu não sei se é a primeira, segunda, quinta, sétima ou última vez que você vê esse vídeo, mas independente de quantas vezes já o tenha assistido, sempre que vier aqui, esse vídeo vai falar com você de uma maneira totalmente nova, como se em todas elas eu estivesse aí, sentado ao seu lado e falando cada uma dessas palavras no seu ouvido. Você está com quantos anos agora? Treze? Quinze? Vinte e três? Uau… quarenta e cinco anos? Você cresceu Continue lendo