FranklinSCarter

3 minutos Eu olho para o lado e tento não acreditar que você se foi. Minha cama está tão vazia, tão grande e tão arrumada… Lembra que eu sempre dizia que era você quem fazia a maior bagunça? Agora eu não sei se grito ou se bagunço seu lado da cama, não sei se jogo todos os lençóis no chão, ou se eu mesma me jogo no chão, eu só sei que não consigo dormir, não consigo ficar na mesma cama que um dia Continue lendo

8 minutos Guárpade’s era uma pequena província localizada no distrito de Trunmeron no país de Mnaechk Zwalok. O lugar sempre fora governado pela família dos Trumureus, sendo Kamaio, o septuagésimo sexto rei. Era comum nessa época do ano promover o baile de Guárpade’s para comemorar a fartura e o poder de Guárpade’s. Nesse ano, porém, o baile teria algo especial, pois o rei iria escolher dentre todas as donzelas presentes, àquela que seria sua rainha. Então, nobres de todo o país prepararam suas filhas para que pudessem estar bem apresentadas na corte do rei. Alguns nobres, Continue lendo

6 minutos Oi… eu não sei se é a primeira, segunda, quinta, sétima ou última vez que você vê esse vídeo, mas independente de quantas vezes já o tenha assistido, sempre que vier aqui, esse vídeo vai falar com você de uma maneira totalmente nova, como se em todas elas eu estivesse aí, sentado ao seu lado e falando cada uma dessas palavras no seu ouvido. Você está com quantos anos agora? Treze? Quinze? Vinte e três? Uau… quarenta e cinco anos? Você cresceu Continue lendo

Eu vou amar você pra sempre - Franklin S. Carter

3 minutos Você sabe que eu só tenho cinco aninhos e que ainda não sei escrever, mas pedi ajuda ao papai, para que ele escrevesse tudo que estou falando para você. Hoje de manhã, eu fui ao jardim da mamãe e colhi uma flor, a mais bonita que encontrei lá. Ela era uma rosa branca, achei que ia combinar com a cartinha. Sabe aquele perfume que a mamãe passa em mim e que você gosta? Eu estou usando ele agora e também o passei Continue lendo

O relógio e seu Tic Tac - Franklin S. Carter

3 minutos O relógio e seu “tic-tac”. Eu passo pela vida e a vida passa por mim. Sem retrocessos, apenas avanços, sem máquina do tempo, sem ter como consertar as falhas, apenas vivendo um dia de cada vez, aproximando-me do dia final. Pode ser amanhã ou daqui a noventa anos, não sei ao certo, só sei que quero viver e fazer viver todos a minha volta. O relógio passa, marca hora, marca tempo, marca vidas, e vidas são marcadas pelas suas horas, pelo seu tempo Continue lendo